segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Campanha pelo dia do homem...


 
Dia mundial do homem


Vocês acham que é fácil ser homem?
Estamos iniciando uma campanha mundial para a instauração do Dia Internacional do Homem.
Já existe dia da mulher, dia do cachorro, dia do gay, até dia do contador de piada!
Por que não o Dia Internacional do Homem?
Algumas razões para a criação do Dia Internacional do Homem:
1) Quem se veste como pingüim no dia do matrimônio?
R: O humilde homem!
****************************************************
2) Quem é que, apesar do cansaço e do stress, jamais poderá fingir um orgasmo?
R: O sincero homem!
*************************************************
3) Quem é o encarregado de matar as baratas da casa?
R: O valente homem!
*******************************************************
4) Quem é que toma banho e se veste em menos de vinte minutos?
R: O ágil homem!
*****************************************************
5) Quem é que tem de gastar consideráveis somas em dinheiro comprando presentes para o dia das mães, da esposa, da secretária e outras festas inventadas pelo homem para satisfazer à mulher?
R: O dadivoso homem!
********************************************************
6) Quem jamais conta uma mentira, mas apenas versões?
R: O ético homem!
************************************************************
7) Quem é obrigado a ver a mulher com os rolinhos nos cabelos e cara cheia de cremes?
R: O compreensivo homem!
*******************************************************
8) Quem tem que passar por uma TPM calado todo mês?
R: O calmo homem!
*****************************************************
E mais:
* A tortura de ter que usar terno no verão..
* O suplício de fazer a barba todo dia.
* O desespero de uma cueca apertada.
* Viver sob o permanente risco de ter que entrar numa briga.
* Pilotar a churrasqueira nos fins de semana enquanto todas se divertem.
* Ter sempre que resolver os problemas do carro.
* Ter a obrigação de ser um atleta sexual.
* Ter que notar a roupa nova dela.
* Ter que notar que ela mudou de perfume.
* Ter que notar que ela trocou a tintura do cabelo de Imédia 713 para a 731 louro bege salmon plus up light forever.
* Ter que notar que ela cortou o cabelo, mesmo que seja somente um centímetro.
* Ter que jamais reparar que ela tem um pouco de celulite.
* Ter que jamais dizer que ela engordou, mesmo que isto seja a pura verdade e que ela parece uma baleia orca ou um bicho em extinção.
* Trabalhar pra cacete em prol de uma família que reclama que você trabalha pra cacete!
E depois as mulheres ainda acham que é fácil ser homem, só porque nós não menstruamos. ...
Caso fosse assim, aí nós seríamos até santificados !
É por tudo isso que estamos lançando a campanha do DIA DO HOMEM o dia 01 de Novembro (DIA DE TODOS OS SANTOS) Caso você faça parte desta campanha é só enviar para o número maior de pessoas possíveis.
  
--By Fábio P. --

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Lua de Mel do Frederico

Aos 82 anos de idade, Frederico se casou com Ana, de 27 que, em consideração ao marido tão idoso, decide que devem dormir em quartos separados.
Terminada a festa do casamento, cada um vai pro seu quarto.
Ana se prepara pra deitar, quando ouve batidas fortes na porta...
As batidas insistem.
Ao abrir a porta, ela se depara com Frederico, com seus 82 anos, pronto pra
ação.
Tudo corre bem e após uma relação quente e vigorosa...
Frederico despede-se e vai pro seu quarto.
Passados alguns minutos, Ana ouve novas batidas na porta do quarto...
É Frederico, novamente pronto pra ação.
Ela se surpreende, mas deixa-o entrar.
Terminada a relação, Frederico beija-a carinhoso e despede-se, indo pra seu
quarto.
Ana se prepara pra dormir novamente, quando escuta fortes batidas na porta.
Espantada, Ana abre e se depara com... Frederico!!!
Mais do que pronto pra ação, com aspecto vigoroso e renovado.
Ela diz:
- Estou impressionada que em sua idade possa repetir a relação com esta
freqüência..
Já estive com homens com um terço de sua idade e eles se contentavam apenas
com uma vez. Você Frederico, é um grande amante!
Desconcertado, ele pergunta:
- Eu já estive aqui antes???



O Alzheimer tem lá suas vantagens...


--By PapoFurado--

Geladeira com água na porta. É coisa de pobre!

Você sempre desejou ter aquela geladeira com água na porta?
Ahhh! Comprou?
É coisa de pobre, sabia?
A minha nova geladeira que acabou de chegar da Europa tem é chopp na porta.
E é geladinho e espumante a qualquer hora.
Os criadores desse sonho são os suecos: Asko HomePub 




Suporte para a latinha de... 5 litros ! 

--By Roberto--

1969 e 2009 a diferença está aí...


"Todo mundo  'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos  filhos...  Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"


--By Roberto--

1º carro do mundo

MB125: BENZ PATENT- MOTORWAGEN 1886 BY JASON VOGEL
O começo de tudo...
A experiência de dirigir um Benz 1886, primeiro automóvel da História.

 Jason Vogel

Fotos: Marlos Ney Vidal
Com a mão direita, o mecânico Ely da Silva dá um forte puxão para girar o enorme volante do motor. Uma tentativa, duas e, na terceira, o que se ouve é o som de um passado remoto despertando 125 anos depois. É uma batida ritmada e metálica, lembrando uma máquina de costura: "tchaf-tchaf-tchaf-tchaf...". Quase dá para contar suas rotações. Eixos e engrenagens giram expostos aos olhos dos presentes, que se sentem num livro de Júlio Verne. Mesmo estacionado, o carro treme como se fosse um ser vivo.


Daqui também trememos, com a chance de assumir os controles de um Benz Patent-Motorwagen, primeiro modelo de automóvel da História. Criado na Alemanha, por Karl Benz, o "veículo com motor a gás" foi patenteado em 29 de janeiro de 1886 e deu sua primeira volta pelas ruas de Mannheim seis meses depois.


Passados exatos 125 anos, vivemos uma educativa experiência de dirigir a máquina pioneira. Foi no estacionamento do Boulevard Shopping, em Belo Horizonte, onde está sendo realizada, até 21 de agosto, a exposição Clássicos sobre Rodas.


O carro que dirigimos pertence ao colecionador Leo Gouvêa e é praticamente zero-quilômetro. Explica-se: por duas vezes (primeiro em 1980 e depois em 2002), a Benz fabricou pequenas séries do Patent-Motorwagen seguindo estritamente os projetos iniciais do carro de 1886.

Não são réplicas, mas clones perfeitos, com números de série e feitos pelo mesmo fabricante do original. Os carros foram distribuídos a concessionárias Mercedes e alguns chegaram a colecionadores, pelo preço aproximado de US$ 60 mil.

 
De perto, o primeiro dos automóveis é muito elegante com suas três rodas raiadas. Pesa apenas 265 kg e é muito mais leve do que as monstruosas carruagens que eram adaptadas com motores a vapor no século XIX.

 
O motor de quatro tempos tem apenas um enorme cilindro, na horizontal. O volante do motor é gigantesco e também vai deitado. Não há cárter: a lubrificação é feita por meio de pequenos recipientes de óleo, que pingam (quatro gotas por minuto) sobre o virabrequim e o mecanismo das válvulas. Também não existe radiador: a água para refrigeração fica dentro de um grande cilindro de cobre, se evaporando aos poucos.
 

Na época não havia postos de gasolina e Karl Benz comprava na farmácia algum combustível que, misturado a ar, gerasse boa explosão — podia ser éter ou benzina. Não havia acelerador: por uma espécie de válvula montada perto do banco, o motorista acertava a mistura e uma faixa constante de rotação.


Importante notar que esse velho Benz já trazia, de forma elementar, todos os princípios dos motores de quatro tempos usados nos carros de hoje.

De cima do motor sai uma correia de couro que gira um eixo no meio do chassi. Desse eixo saem duas correntes (como as de moto) para as rodas.
Não há marchas, nem pedais de freio ou acelerador. Apenas uma alavanca do lado esquerdo do motorista: empurrada para a frente, ela estica a correia de couro e faz o motor tracionar o eixo — e o Patent-Motorwagen ganha velocidade. Puxada para trás, ela deixa o carro em ponto morto e freia. Ré não há, mas o Benz pode ser empurrado facilmente.


Vamos andar! "Tchaf-tchaf-tchaf..." e o Benz ganha velocidade com esforço. Tomado o embalo, vai muito bem — sua velocidade de cruzeiro é pouco maior que a de um maratonista... Só não exija do motor de 0,9 cv encarar uma subida. Por menos íngreme que seja a ladeira, o carro terá que ser empurrado.

Uma barra ligada a uma engrenagem vira a única roda da frente. A direção é levíssima, já que os pneus são fininhos e de borracha maciça. Molas macias no eixo traseiro e sob o banco ajudam no conforto. A uns 14 km/h, a brisa já refresca o motorista.

A maior surpresa é que dirigir o Benz de 1886 é muito mais simples do que conduzir um carro moderno. Foram 20 minutos de retas e "curvas radicais". Ao fim, um grande sorriso nos lábios e a dúvida: será que, no futuro, os veículos serão tão simples e inteligentes?

 
KARL BENZ


FICHA TÉCNICA - BENZ PATENT-MOTORWAGEN modelo 1886

ORIGEM: Alemanha

MOTOR: quatro tempos, um cilindro horizontal, refrigerado a água, 954 cm³, potência máxima de 0,9 cv (a 400 rpm)

TRANSMISSÃO: primária por correia e secundária por corrente. Tração traseira. Uma marcha à frente (sem ré)

SUSPENSÃO: dianteira, não existente. Traseira por molas elípticas

FREIOS: por correia de couro ligada ao eixo de transmissão

PNEUS: de borracha maciça

DIMENSÕES: comprimento: 2,70 m; largura: 1,40 m; altura: 1,45 m; entre-eixos: 1,45 m

PESO: 265 quilogramas

VELOCIDADE MÁXIMA: 16 km/h

-----------------------
BERTHA BENZ
Mulher ao volante

Bertha Benz e a primeira viagem de automóvel

Desde que o francês Nicolas-Joseph Cugnot fez um desajeitado trator militar movido a vapor, em 1769, muita gente tentou criar um automóvel prático.

Quem conseguiu foi o engenheiro alemão Karl Friedrich Benz (1844-1929). Desde 1871, ele trabalhava com fundições na cidade de Mannheim, no sudoeste da Alemanha.

Com a ajuda da bela esposa Bertha Benz (1849-1944), montou uma empresa para a construção de motores de combustão interna: primeiro de dois tempos e, finalmente, de quatro tempos. Os negócios, contudo, iam mal.

Entusiasta das bicicletas e dos motores, Benz acabou inventando o automóvel... Sua mente genial bolou um chassi tubular, um sistema de tração e pronto — nasceu o Patent-Motorwagen.
O curioso é que, a menos de 100 km de distância e sem o conhecimento de Benz, outro alemão também avançava na criação do automóvel. Era Gottlieb Daimler. Só em 1926 é que as empresas se uniriam, formando a Daimler-Benz.

O primeiro exemplar do Benz Patent-Motorwagen, de 1886, hoje está no Deutsches Museum, em Munique. Depois, vieram aperfeiçoamentos, até que as vendas ao público enfim começassem, em 1888.

Na primeira viagem de automóvel, iniciada em 5 de agosto de 1888, era Bertha Benz quem estava ao volante... Pela manhã, sem falar nada ao marido, ela pegou dois de seus filhos adolescentes e dirigiu até a casa da mãe.

Foi um passeio de 106 quilômetros dirigindo o terceiro exemplar do Patent-Motorwagen produzido. Nesse caminho, farmacêuticos forneciam benzina para alimentar o motor e sapateiros ajudavam a arrumar os freios (de couro). Richard e Eugen, os dois pimpolhos Benz, ajudavam mamãe a empurrar o carro ladeiras acima.

A viagem deu grande publicidade à firma do casal Benz e, a partir daí, vieram grandes aperfeiçoamentos nos freios e na caixa de câmbio.

O DESENHO DA PATENTE



 ABAIXO OS PRIMEIROS ANUNCIOS DE AUTOMÓVEL DA HISTÓRIA.


 





















-- Marcelo P.C.--

Pobre Urbano, as melhor ofertas.






--By Fernanda L --

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Pesquisa interessante


Navegar na Internet durante o trabalho aumenta a produtividade? Confira!

A resposta é sim, segundo a Academy of Management (Academia de Administração) - organização que reúne interessados pela gestão de negócios. É dela a autoria de um estudo que defende a internet como opção para os momentos de descontração, fundamentais para que você, funcionário do mês, dê uma aliviada na tensão e estresse naturais de qualquer ambiente de trabalho.

Manda quem pode e obedece quem tem juízo?
Quem nunca deu uma olhadinha no Orkut para responder alguns recados ou entrou no Facebook para checar se alguém comentou as fotos da festa à fantasia, que atire a primeira pedra. Já passamos do tempo em que os patrões não entendiam a importância de um descanso periódico e bloqueavam sites ou desativavam completamente a navegação na internet, na tentativa de manter você focado no trabalho durante as oito horas em que permanece na empresa. Esse tipo de chefe ainda existe, mas está fora de moda e perde gradualmente seu espaço para políticas mais tolerantes.


No entanto, os autores, Don Chen e Vivien Lim, da Universidade de Singapura, alertam que liberar o acesso à internet, mantendo a prática de vigiar ou registrar tudo o que o funcionário faz, pode causar desconforto e desconfiança entre ele e o empregador. Se você é gestor, tome cuidado com o controle excessivo, pois é grande a probabilidade de ele ser um tiro pela culatra e causar o efeito contrário ao desejado, ou ainda situações piores do que proibir a navegação na rede.

O ideal é permitir o uso da internet para assuntos pessoais em doses homeopáticas, suficientes para que seu colaborador não sinta que a atitude é mais uma ferramenta de controle sobre ele do que um direito agradável de ser praticado. Os exemplos estão espalhados pelo mundo, com corporações disponibilizando terminais exclusivos ou mesmo liberando o acesso em todos os computadores, dentro de determinados horários. Vale lembrar que funcionário feliz é mais comprometido e produtivo.

A pesquisa feita pela Academy of Management foi conduzida com a divisão dos participantes em três grupos. Somente um deles podia usar a web enquanto executava a atividade proposta. Outro grupo recebeu uma tarefa adicional e o terceiro foi liberado para fazer o que quisesse enquanto trabalhava, exceto entrar na internet. Resultado: quem tinha internet produziu 16% a mais do que os que não tinham essa liberdade e 39% a mais do que os pesquisados que receberam um segundo trabalho.

Eu já sabia!

Gradualmente, companhias que percebem os benefícios da internet se rendem e permitem a navegação, mesmo que com alguns limites. Exemplo disso é a pesquisa feita pelo NIC.br, núcleo responsável pelo gerenciamento dos domínios “.br”, mostrando que, em 2008, 97% das empresas que possuíam computadores, disponibilizavam internet para os funcionários.

Porém, o assunto da liberação, seja ela total ou parcial, ainda é polêmico em diversos setores, mas muitos já defendem o uso irrestrito tanto para uso pessoal como para o desempenho das atividades normais. Marcelo Stelmacki, do Núcleo de Tecnologia da Informação da Polícia Federal, defende o livre acesso: “Trabalho em uma instituição policial e o bloqueio sempre traz transtornos na hora de fazer uma investigação”.

Não abuse!
Mas não se anime muito se você adora manter o e-mail aberto, respondendo mensagens do amigo que mora na Nova Zelândia ou encaminhando correntes, pois ele é um dos vilões mais perigosos para a produtividade – além de fazer ligações telefônicas e mandar SMS. Conforme a pesquisa da Academy of Management, e-mail pessoal não combina com vida profissional, pois tira do funcionário a concentração em seu trabalho, devido à curiosidade que o induz a interromper imediatamente o que está fazendo para ler correspondência sem relação com o escritório.

A notícia revelada pelo estudo é boa tanto para empregadores quanto para empregados, que só precisam chegar a um acordo e decidir o que mais se adapta ao cotidiano do escritório. Mas você, que diz suar a camisa no trabalho, deve tomar cuidado para não jogar fora o direito de dar uma "fuçadinha" no Facebook. Se a visita se tornar mais longa do que a execução do seu serviço, a probabilidade de perder o acesso (e o emprego) é grande.

O fato é que todos os funcionários precisam de pequenas pausas durante seu expediente para que sua produtividade se mantenha alta. Afinal, ninguém é robô o suficiente para permanecer sentado na cadeira por horas, sem parar pelo menos 10 minutos para um cafezinho ou esticar as pernas. Mas o bom senso é companheiro indispensável para evitar excessos.

Se você é colaborador de uma empresa que ainda mantém a internet bloqueada, com o argumento de que liberá-la causaria prejuízos, fique à vontade para mostrar este artigo ao seu gestor e dissuadi-lo dessa ideia ultrapassada. Usar a web no trabalho é saudável e mantém você “aceso”, mas faça-o com moderação.
Via Academy of Management


Homem processa hospital por implantar rastreador GPS em sua axila

Michael Woolman, morador de Lincoln, em Nebraska, abriu um processo na corte federal de Dallas contra o hospital Baylor Health & Bryan LGH, por implantar um GPS em sua axila sem sua autorização.
De acordo com a queixa, Michael teria acabado de sair de uma cirurgia para a retirada de gânglios das amígdalas e das mamas. Assim que pediu para sair da sala de cirurgia e ir ao banheiro, o homem notou que sangrava debaixo do braço. Ao perguntar aos médicos por que sua axila sangrava, Michael ficou sabendo que havia um dispositivo GPS implantado ali.



Woolman relatou que, em sua opinião, o hospital está realizando experimentos para rastrear seus pacientes e, por isso, teria feito o implante sem autorização. “Isso é ilegal. Tiraram meus direitos de mim. Eles precisam consertar o que fizeram de errado”, dizia no documento que Michael preencheu na corte. “Me fizeram passar por dor, sofrimento e angústia”.

Vo cabeceia raio

Fake ou Real?

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Relação estável pode acentuar hábitos ruins de um dos parceiros

Há estudos já realizados que indicam que casais de longa data, com relacionamentos estáveis, incorporam hábitos saudáveis como parar de fumar. Agora, uma pesquisa mais recente afirma que um dos parceiros pode também 'copiar' alguns comportamentos negativos da sua cara metade em relação à saúde.

Essa tendência é válida para casais héteros, gays e de lésbicas, de acordo com a pesquisa feita por pesquisadores da Universidade de Cincinnati (EUA), a ser apresentada na convenção anual da Sociedade Americana de Sociologia, no próximo dia 23.

O grupo estudado era formado por 122 casais --sendo 31 duplas de héteros, 15 gays e 15 lésbicos-- que estavam juntos há, no mínimo, 8 anos até 52 anos.

Todos discorreram sobre a "influência ruim" no relacionamento em temas como fumar, beber, consumo de comida, modo como dormiam, atividade física e hábitos de saúde.

A professora-assistente de sociologia, Corinne Reczek, explica que são três as formas de 'contágio' entre casais antigos.

Por influência direta de um parceiro (um deles adquire o hábito ruim do outro), pela sincronização (os dois compartilham o mesmo hábito ruim porque estão juntos) e pela noção individual de responsabilidade (o lado saudável do casal não quer interferir na atitude do outro).

O dado no mínimo curioso é que, entre héteros, os homens levaram a culpa: eles foram apontados como sendo a "influência ruim" do casal.

Vídeos Incríveis - Navio sendo colocado na água


Fotos engracadas e interessantes


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Joãozinho orando.

Senhor todo poderoso: há 2 anos o Senhor levou meu cantor favorito:  Michael Jackson!
Meu locutor favorito: Lombardi!
Meu ator preferido: Patrick Swayze!
Minha dançarina preferida: Lacraia!
Esse ano levou minha cantora favorita: Amy Winehouse!
Quero lembrar ao senhor que meus políticos preferidos são:

Sarney,
Collor,
Maluf,
Lulla,
Ideli,
Tarso,
Olivio,
Dirceu....

Ainda faltam muitos. Afinal, hoje, tenho meus preferidos em todos os
Partidos..........

A M É M.

-- By Oscar --

A facilidade com que as mulheres alteram os planos de um Homem ...!

 --By Roberto R.--

Prefeitura de São Paulo decide liberar grafites patrocinados

A Prefeitura de São Paulo decidiu liberar para grafiteiros e muralistas as laterais de edifícios paulistanos que, antes da Lei Cidade Limpa, de 2007, abrigavam anúncios publicitários gigantes.


A informação é da reportagem de Vanessa Correa publicada na edição desta quarta-feira da Folha. A reportagem completa está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

De acordo com o texto, a empresa que pagar por uma obra poderá ter a marca exposta de forma discreta no prédio. O painel poderá ainda fazer menção indireta ao produto do patrocinador, mas não pode ser o tema da obra.

O projeto-piloto foi feito com um grafite de Osgemeos em um edifício do vale do Anhangabaú, no centro. Artistas dizem que um mural de grandes dimensões custa de R$ 20 mil a R$ 70 mil em tintas e equipamentos.

Saiba como chegar de Repente para Kagar.

--By Marcelo F.--

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Grandes feitos do sexo feminino

Gato defende criança!

Esse video é antigo, nessa versão não mostra, mas a babá ou da um tapa na criança ou grita de forma bem rude com a criança.


Cabo de guerra entre caminhonetes, mt loucoo!!

--By João S.--

Quem precisa de putero se existe o governo que fode tudo!

Vai transar? O governo dá camisinha.
Já transou? O governo dá a pílula do dia seguinte.
Teve filho? O governo dá o Bolsa Família.
RESOLVEU VIRAR BANDIDO E FOI PRESO?
O GOVERNO DÁ O AUXÍLIO RECLUSÃO. Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa de R$862,11 "por filho".
Agora experimenta estudar e andar na linha pra ver o que é que te acontece!
 
Salário mínino R$545,00. Se vc é brasileiro passe adiante
 
--By Fernanda L. --

FAVOR DIVULGAR, É GRATUITO E NÓS NEM TEMOS ... CONHECIMENTO

Informações úteis não divulgadas!  Principalmente a QUARTA INFORMAÇÃO

IMPORTANTE :


1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório, pegar senha e esperar um tempão na fila.
O cartório eletrônico, já está no ar! www.cartorio24horas.com.br


Nele você resolve essas (e outras) burocracias, 24 horas por dia, on-line. Cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos também podem ser solicitados pela internet.
Para pagar é preciso imprimir um boleto bancário. Depois, o documento chega por Sedex.

Passe para todo mundo, que este é um serviço da maior importância.



2. DIVULGUE. É IMPORTANTE: AUXÍLIO À LISTA
Telefone 102... não!
Agora é: 08002800102
Vejam só como não somos avisados das coisas que realmente são
importantes......

NA CONSULTA AO 102, PAGAMOS R$ 1,20 PELO SERVIÇO.
SÓ QUE A TELEFÔNICA NÃO AVISA QUE EXISTE UM SERVIÇO
VERDADEIRAMENTE GRATUITO.

Não custa divulgar para mais gente ficar sabendo.



3. Importante: Documentos roubados - BO (boletim de occorrência) dá gratuidade - Lei 3.051/98 - VOCÊ SABIA???

Acho que grande parte da população não sabe, é que a Lei 3.051/98 que nos dá o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), gratuidade
na emissão da 2ª via de tais documentos como:
Habilitação (R$ 42,97);Identidade (R$ 32,65);Licenciamento Anual de Veículo (R$ 34,11)..

Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia (não precisa ser autenticada) do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitação e Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP..



4) MULTA DE TRANSITO : essa você não sabia
No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.

Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.


DIVULGUEM PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL. VAMOS ACABAR COM A INDÚSTRIA DA MULTA!!!!

Gostaria, se possível, que cada um não guardasse a informação só para si

--By Fernanda L.--